quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Treininho na meia-maratona de Ovar…

Depois do sprint de Coimbra, tal como estava planeado, lá estava eu às 10 horas, do dia 5 de Outubro, pronto para a partida da minha segunda vez na bela meia-maratona de Ovar (há uma ano atrás, também lá estive). Cheguei muito próximo da hora de partida e não me encontrei com nenhum dos companheiros da blogosfera…

Acabou por haver espaço para esses encontros ao longo do percurso… havia muitas zonas de retorno, com os percursos de ida e de volta a cruzar-se. Isso permitia-nos sermos corredor e público ao mesmo tempo. E foi esse o espírito da parte inicial da minha prova: ser parte do público, olhando para o público como se fossem o actor principal. Inicialmente fui público do público de Ovar (na minha memória do ano anterior, o público da cidade de Ovar apoiava os atletas, mas não vislumbrei qualquer apoio neste ano de 2009), depois, fui o público dos caminheiros (paralelamente à meia maratona houve uma caminhada de 5Km), depois, dos companheiros de corrida que seguiam na volta do Furadouro, depois da população do Furadouro (estes sim, sempre a incentivar) e depois, novamente dos companheiros na zona da ria… Só na grande recta com mais de 2Km que nos leva à meta me concentrei mais nas passadas e nas ultrapassagens… Enquanto público incentivei os colegas bloggers que fui encontrando: o Velhote, o Capela, o Miguel, o Meixedo… e um par de colegas do Triatlo, com quem tinha estado na véspera em Coimbra…

Foi uma corrida que fiz na fase inicial a ritmo muito baixo… aos 5Km tinha 26:30min. e um colega meteu conversa comigo… puxou por mim e aos 10Km estava com 52min. … disse-lhe que preferia ir mais lento (de facto não estava a perceber se ia depressa demais ou não…). Eu fiquei ligeiramente para trás e respirei um pouco. Aos 11Km pensei que deveria fazer os últimos 10Km a um ritmo mais forte para ser um bom treino… acelerei um pouco e aos 15Km levava 1:18h, Ai pensei que teria que seguir um pouco mais forte para ser um treino com algum sentido para as minhas aspirações… lá fui, sempre em progressão, até à 1:47:38h finais, no 1186º lugar. Um excelente dia, com convívio porreiríssimo no final, que incluía os companheiros que tinha visto na corrida, mais o Luís Mota e família e um companheiro do Miguel, o João.

Assim se passou mais um belo fim-de-semana, que só teve isto que aqui relatei (com o triatlo de Coimbra)… e o resto do tempo foi passado com a família e um casal de muito bons amigos que temos para os lados de Aveiro… quase como eu quero que sejam todos os meus fins-de-semana.

Abraços.

3 comentários:

luis mota disse...

Olá Rui!
Depois de Coimbra esta meia foi um bom treino de recuperação.
Hoje já pedalei e corri, água só da chuva,
Grande abraço,
Luís mota

Mark Velhote disse...

Viva Rui

Uma boa prova (treino) para a Maratona do Porto, embora confesse que esperava mais desta Meia de Ovar tal a publicidade positiva que me fizeram da mesma!
Para o ano cá estarei para ver se tive azar ou não!

Abraço

MPaiva disse...

Rui,

É preciso muita coragem e gosto pelo desporto para fazer uma meia maratona no dia seguinte a um triatlo! Parabéns por teres conseguido esse feito e pelo resultado alcançado.

abraço
MPaiva