segunda-feira, 18 de junho de 2012

PB (1:12:55) no Triatlo de Espinho...

Antes de mais, agradeço a quem tem vindo aqui ao meu blog dar-me ânimo para me manter na senda de treinos dedicados. Sei que não tenho retribuído o incentivo, e que é pouco o que vou fazer... mas tenho que enviar de aqui um grande abraço para todos, principalmente para os que me deixaram este tipo de mensagens...

Mas vamos às novidades... boas e mas... Depois do último post, um par de treinos depois do Triatlo Longo de Aveiro, ressenti-me da lesão do Tendão de Aquiles, que me tem acompanhado os últimos tempos e resolvi abrandar com a corrida. Basicamente, fiz um treino de séries e estava a pensar vir a Espinho testar-me como deve ser...

Mesmo assim, fui a Espinho, e correu bem. Muito bem mesmo.

Vamos ao relato: à chegada, ao olhar para o mar, ainda pensei que não daria para grandes feitos na água... mas, já na praia, o Barros (colga da AASM) ditava a táctica: saída junto ao paredão e fazer um ângulo de 90º em direcção à 1ª bóia. Parecia não ter lógica, porque significava que não iriamos em linha recta, mas o mar tem muitos segredos. Um banhista velhote que por ali andava confirmava..."vão junto ao paredão e depois curvem... não sigam directos." Eu ainda perguntei: e para cá? Ao que ouvi um "Tens de sair dali..."... O certo é que fiz assim e aos 14 min. estava na praia a correr para o parque de transição... Melhor ainda, no segmento de ciclismo, dei por mim num grupo de ciclistas que já houve provas em que fui dobrado por alguns destes companheiros de circunstância. Entre eles os meus colegas de equipa Pereira e Daniel. Pensei que estava na hora de testar a minha capacidade no ciclismo. Eram 3 voltas e tinha que me manter naquele grupo. É certo que não tive muitas dificuldades, mas a minha contribuição foi zero... peço desculpa aos companheiros, mas achava que se passasse para a frente não era capaz de ir até ao fim, no grupo. Desculpa especial para o Paulo Renato (Peniche), que chegou a pedir ajuda e eu não dei.
A corrida... foi sofrida, lenta, mas dentro do que sou actualmente capaz. Já fiz muito melhor, mas em Espinho foi o que deu.

Somando tudo PB na distância Sprint, 1ª vez abaixo da 1.13.00...

Abraços.

PS: Nos próximos tempos lá vou ter de gerir os treinos de corrida :(

2 comentários:

João Correia disse...

Maravilha! É sempre gratificante melhorar, evoluir. Mesmo quando há contrariedades. A corrida e eu também, enfim...

Forte abraço, Rui.

Pedro Gomes disse...

Rica prenda de aniversário. Parabéns!

É pena o aquiles não estar a colaborar...